Pedivelas!

        Nos trabalhos abaixo que foram realizados por Jim Martin e colaboradores (diga-se de passagem, muito bem feitos) e apresentados no Simpósio de Ciclismo do Instituto Serotta falando sobre tamanho de pedivelas, potência máxima, fadiga, custo metabólico, etc. Entre outras descobertas, ficou evidente que nos testes realizados com pedivelas de tamanho entre 145-195 mm NÃO EXISTE diferença significativa na potência produzida (ao contrário do que o senso comum nos diz) e entre outras conclusões, foi constatado que a fadiga não é ocasionada ou aumentada por um tamanho X ou Y de pedivelas por si só. Entre outras considerações feitas, foi colocado que a escolha do tamanho das pedivelas das bicicletas deva ser feita pelos seguintes critérios:

- posicionamento aerodinâmico

- liberdade de movimento em relação ao solo

- se o ciclista está em reabilitação ou se tem restrições em sua flexibilidade muscular

- proporção da circinferência e altura de selim

Um bom processo de bike fit com análise tridimensional ajudará o ciclista a definir o tamanho correto de suas pedivelas também por parâmetros biomecânicos. Bem como o teste em um simulador específico de posicionamento com pedivelas ajustáveis, para que junto da bicicleta o tamanho das pedivelas seja definido antes da compra.

www.plan2peak.com/files/32_article_JMartinCrankLengthPedalingTechnique.pdf